Alan García, ex-presidente do Peru, comete suicídio depois de receber mandado de prisão no caso Odebrecht

Redação Por: Redação

Política Novidades

353 Visualizações

Publicado em 17/04/2019 13:57h

Alan García, ex-presidente do Peru, comete suicídio depois de receber mandado de prisão no caso Odebrecht

O ex-presidente do Peru, Alan García, morreu cerca de três horas depois de ter atirado contra a própria cabeça diante de uma ordem de prisão preventiva emitida pela Justiça. García, de 69 anos, foi antes levado para o hospital Casimiro Ulloa.

García era um dos dos quatro ex-chefes de Estado do Peru investigados sob a acusação de terem recebido suborno da construtora brasileira Odebrecht. A Justiça havia ditado sua prisão preventiva por dez dias. Ele negava a acusação de corrupção.

O secretário pessoal de García, Ricardo Pinedo, confirmou que o ex-presidente entrou em seu quarto depois de ser informado que um promotor batia à porta de sua casa levando a ordem de prisão. Segundo Reyna, ele foi internado e submetido a uma operação antes de morrer.

O caso contra ele faz parte da chamada Lava-Jato peruana e avançou após a delação premiada do advogado brasileiro José Américo Spinola, que afirmou no Brasil ter pago US$ 100 mil a García a pedido da Odebrecht. García afirmava que tinha recebido o dinheiro como pagamento de uma palestra feita na Fiesp, em São Paulo, sem nenhuma relação com corrupção.

Minutos depois da morte, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, se disse "consternado" em mensagem em uma rede social: "Envio minhas condolências a sua famíilia e seus entes queridos".

 

Fonte: Jornal O Globo (https://glo.bo/2IpBVRS)

Foto: Ernesto Benavides / AFP

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Xingú - Blog de Notícias